Backup incremental simples e indolor

Introdução

Com a morte do meu hd externo, que era o meu drive de backup por acaso .. fiquei, adivinha: sem backups, claro..

Pesquisei um pouco, e achei o Rsync bem fácil de usar, então, só precisei colocar na cron, para atualizar todos os dias..

Instalando Do lado servidor, apenas instalei o pacote nfs-server, e configurei o meu /etc/exports com as opções: /home/thiago 192.168.1.17(rw,async)

$ sudo apt-get install nfs-server
$ sudo echo "/home/thiago 192.168.1.17(rw,async)" >> /etc/exports

Pronto, exportei o meu home apenas para o ip do meu note… coisa simples, é uma rede local..

Agora, criei um script simples, só pra automatizar as coisas:

#!/bin/bash
sudo mount 192.168.1.1:/home/thiago /media/bridge1 -o rw
rsync -Cravzp --delete-excluded --force /home/thiago/Photos /media/bridge1/
sudo umount -l /media/bridge1

E pronto.. as opções, você pode pegar digitando rsync sem parâmetros, mas aquilo tudo ali quer dizer: copia tudo recursivamente (varrendo sub-diretórios), me mostrando o tudo (verbose), compacta durante a transferência, mantém as permissões e apaga o que foi excluído do original.. maravilha, tudo que precisava…

Agora, vai da necessidade, tem muito a que melhorar/acrescentar.. mas, ô trocinho bom esse Rsync hein?!?

Utilizando arquivos .CUE no Linux

Dica rápida que acabei de achar no Oráculo, e pra não anotar em algum canto e esquecer, melhor ficar por aqui. Baixei na última madruga, um torrent, cujo conteúdo, eram alguns arquivos .cue e .bin, certo que era uma imagem de cd, saí procurando no google uma forma de converter ou abrir os mesmos.

O método é simples, primeiro, vamos utilizar um aplicativo chamado “chunk”, que é quem vai converter os arquivos para um ISO, que será possível montar como uma mídia normal.

sudo apt-get install bchunk bchunk -v cd-rom.bin cd-rom.cue cdrom mount -o loop,ro -t iso9660 cdrom.iso /media/cdrom Falei que era fácil…

Alterando permissões recursivamente

Dia de folga é sempre muito legal, e nerd que é nerd, pega o dia de folga: PARA ORGANIZAR O HD!!! hahahahah

Tá, teve roda de capoeira e um puta cochilo durante a tarde, mas tá valendo, deu pra descansar a cabeça um pouco.

Então, como tava dizendo, organizando o hd, resolvi setar as permissões de arquivos direitinho aqui, então, não satisfeito com os resultados do “chmod -R”, saí procurando no Oráculo e me deparei com o seguinte:

[[email protected]:~]$ find . -type d -exec chmod 775 {} \;

Isso daí, vai setar os com permissão de escrita, leitura e execução para o dono e grupo de todos os diretórios abaixo do diretório atual, se você quiser setar permissões somente dos arquivos, troca o “d” do “-type” por “f”, de file - ooooooooh!!

Dica supimpa!